Conheça os diferentes tipos de Geossintéticos

By 24 de maio de 2018Blog

712af9843cc9feb9ccc516cd73d3a552 Conheça os diferentes tipos de Geossintéticos

Geossintéticos nada mais são que produtos que passam por produção industrial e que em pelo menos um de seus componentes polímeros sintéticos ou naturais, que serve para sanar problemas na área de geotecnia.

Os geossintéticos apresentam diversas funções, entre as quais se destaca separação, filtragem, drenagem, reforço, contenção de fluidos/gases e controle de processos contendo erosões.

De acordo com o caso e necessidade o produto pode apresentar mais de uma função. Sua tecnologia vem ganhando espaço no mercado há certo tempo, devido sua capacidade de pôr fim a antigos e grandes problemas que eram enfrentados pela engenharia. Tecnologia essa que possibilitou a simplificação de vários problemas e sistemas de engenharia, como construções sobre solos frágeis, ganho de estabilidade em tabules com dimensão e inclinação menores, drenagem de vias e áreas especiais, diminuição da erosão entre solos e uma gama de facilidades.

Como apresentam mais de uma aplicação e funções diversas os geossintéticos são apresentados em vários tipos, veja a seguir:

Geotêxteis: consistem em mantas com fibras contínuas, filamentos e/ou tecidos flexíveis com permeabilização. São utilizados para aplicações de separação, proteção, filtragem, drenagem, reforço e controle de erosão.

São muito utilizados na construção de estradas e vias férreas, túneis e estruturas subterrâneas, obras de terraplanagem, estruturas de suporte, sistemas de drenagem, obras para controle de erosão (proteção de costeira, margem de rios e canais), na construção de reservatórios/barragens ou depósitos de resíduos líquidos e sólidos.

Geogrelhas: consiste em elementos resistentes a tração e integralmente conectados com os objetivos de reforçar o solo. O produto é completamente vazado de modo que a malha de cobertura permite maior ancoragem ao meio inserido, proporcionando maior interação ao solo aterrado.  Possuem flexibilidade e resistência as matérias primas, atendendo as mais diversas aplicações em obras. Suas aplicações são em aterros sobre solos moles, rodovias, muros de contenções, pavimentos, bases, sub-bases e taludes íngremes.

Georredes: É um material com aparência semelhante a grelhas, formado por duas séries de membros entrelaçado paralelamente, que se interceptam num ângulo constante. Tendo como principal função conduzir fluidos ou fazes, fazendo com que a superfície onde é aplicado seja permaneça estabilizado. Suas principais utilizações são sob ferrovias, construção de estradas, suporte de cargas para aterro, estrutura de apoio para canos de esgoto, utilizado para evitar deslizamentos em encostas, quebra-mares.

Geocompostos: São geossintéticos formados pela junção de dois ou mais tipos de geossintéticos como, por exemplo: geotêxtil-georrede; geotêxtil-geogrelha; georrede-geomembrana ou geocomposto argiloso (GCL). Geocompostos drenantes pré-fabricados ou geodrenos são constituídos por um núcleo plástico drenante envolto por um filtro geotêxtil.

Geotubos: São tubos poliméricos perfurados ou não usados para drenagem de líquidos ou gases (incluindo coleta de chorume ou gases em aplicações de aterros sanitários). Em alguns casos o tubo perfurado é envolvido por um filtro geotêxtil.

Geoexpandido: Consiste em blocos ou placas produzidas por meio da expansão de espuma de poliestireno para formar uma estrutura de baixa densidade. É utilizado para isolamento térmico, como um material leve em substituição a aterros de solo ou como uma camada vertical compressível para reduzir pressões de solo sobre muros rígidos.